Uncategorized

Signiant contrata Juan Pablo Garza, veterano da indústria de mídia, para liderar a expansão da empresa na América Latina

By Jon Finegold | Apr 2, 2020

LEXINGTON, MA – 30 de março de 2020 – Após anos consecutivos de crescimento recorde e um aumento exponencial da demanda global por seus produtos de transferência inteligente de arquivos, a Signiant tem o prazer de anunciar a contratação de JP Garza para liderar sua expansão na América Latina. Como veterano na indústria de mídia e entretenimento, o Sr. Garza conta com uma ampla gama de conhecimentos, produto de mais de vinte e cinco anos na indústria. Seu currículo inclui a Sony, HP, Harris, Omneon e Ooyala, onde ajudou a levar tecnologias transformacionais para as principais empresas de mídia e entretenimento da região. O Sr. Garza estará baseado em Miami, que servirá como hub da Signiant para todos os cantos da América Latina.

A Signiant é conhecida em todo o setor por seu software de transferência inteligente de arquivos e sua liderança em SaaS nativo na nuvem. A plataforma SaaS da Signiant conecta mais de 25.000 empresas em toda a cadeia global de distribuição de mídia. Seus clientes abrangem todas as facetas da indústria, incluindo os principais estúdios, broadcasters, ligas e equipes esportivas, empresas de jogos, provedores de streaming e todas as áreas de pós-produção e distribuição de mídia em todo o mundo. A lista inclui empresas de todos os países do mundo que confiam na Signiant para mover petabytes de conteúdo de alto valor todos os dias com velocidade, confiabilidade e segurança. Graças a isso, a Signiant se tornou o parceiro de confiança para troca de conteúdo dentro e entre empresas e, à medida que a globalização da mídia continua, é importante que a Signiant aumente sua presença na América Latina.

“Estou muito entusiasmado por ingressar em uma das empresas que mais crescem em tecnologia de mídia, uma líder reconhecida na era da nuvem”, disse Garza. “A tecnologia em nuvem está mudando a maneira como as empresas criam e distribuem conteúdo e isso está abrindo novas oportunidades na América Latina, permitindo que os criadores de conteúdo participem mais rapidamente da economia global e que plataformas, novas e antigas, forneçam conteúdo para seus consumidores de todas as partes do mundo. Este é um momento emocionante para estar na indústria da mídia e ingressar em uma empresa tão interessante.”

À medida que as empresas de mídia ampliam seu alcance e adotam novos canais de entrega ao consumidor, o armazenamento de conteúdo distribuído se tornou a norma, colocando a Signiant no papel cada vez mais crucial de fornecer acesso unificado a ativos valiosos de mídia em qualquer lugar do mundo, estejam eles na nuvem ou em um data center local. A evolução do setor, combinada com a liderança da Signiant no uso da tecnologia em nuvem na mídia, abriu o caminho para que a Signiant seja considerada de forma mais estratégica pelo mercado. Muitas das maiores empresas de mídia do mundo confiam na Signiant como um parceiro estratégico para implementar soluções em nuvem e SaaS para seus negócios. Isso é verdade na América Latina, de modo que a chegada do Sr. Garza é um movimento interessante para a Signiant.

Suggested Content

Article

VR and AR are seeing resurgent interest under COVID-19

Virtual reality and Augmented Reality are having a moment under the COVID-19 pandemic, by moving us beyond the confines of social distancing, and connecting us to our coworkers and the world despite the necessary, but frustrating restrictions keeping us all at home and making remote working challenging.

Blog

What COVID-19 and the 2007 Writers Strike have in common

M&E is an immensely dynamic industry, and the most successful enterprises within it have always proven themselves to be adaptable, flexible, and unafraid to think outside the box. Examples of disruption in the past — such as the 2007-2008 Writers Strike — offer a valuable handbook to how to approach moments of uncertainty.

Blog

Is your company prepared to work remotely?

Any industry as vast as M&E is relatively unpredictable, and the surrounding unpredictable world only makes it more so. With remote access, media businesses remain prepared for any disruption that may come their way —whether it’s coronavirus or (hopefully) something less severe.